blog

A obsolescência programada e o controle total do sistema escravocrata entram em falência.

Por Luis Romero

Um grande despertar está acontecendo a nível mundial. Movimentos de despertar de consciência de diferentes natureza se manifestam. Mobilizações massivas em todas as regiões do planeta evidenciam a falência de um sistema que busca sustentar-se no velho jogo conhecido e que cada vez funciona menos, criando guerras internas e externas, de diferente índole. 

A guerra comercial é uma falácia tão grande quanto é uma guerra contra as drogas ou uma guerra contra o crime organizado ou uma guerra contra o terror. São criações de uma elite a serviço de si mesma, que tem por objetivo central sustentar um estado de destruição programado.

Estado de destruição que em menor escala está presente ao nosso redor de múltiplas maneiras, onde o abuso dos recursos planetários e seu uso indiscriminado, seja nos processos industriais ou em produções em menor ou maior escala ou mesmo nos processos agrícolas, se torna cada dia mais insustentável. 

Nos encontramos impregnados por este vírus na cultura moderna ou como costumamos nos referir a ela, “civilização moderna”, que de civilizada tem muito pouco. O objetivo é recompensar a mesma elite às custas da destruição dos recursos naturais e dos próprios seres humanos, fazendo-nos vivenciar estados de escassez em todos os níveis possíveis, incluso e principalmente os estados emocionais de paz, harmonia, tranquilidade, segurança e felicidade. Nada mais, nada menos. Pense nisso.

Somos todos, simplesmente, escravos do sistema! Pessoas no fundo estão pagando com o que existe de mais valioso neste nosso planeta para que  pessoas no topo de uma pirâmide ilusoriamente construída possam manter seus estilos de vida luxuosos. Pagamos com nossos impostos, mas principalmente com nosso tempo e qualquer dinheiro que sobrar é cobiçado pelas grandes corporações, nos obrigando a comprar incessantemente. 

Somos bombardeados com anúncios continuamente, nos dizendo para comprar mais coisas que não precisamos. O que não precisaríamos comprar se tivessem a qualidade suficiente para ter a durabilidade que é possível com um produto de qualidade.

Neste ano visitei a Colômbia e fiquei na casa de minha irmã, que tinha recebido da minha mãe um grande presente, uma máquina de lavar, a primeira máquina produzida na Colômbia. E felizmente pude escutar que era a primeira vez em mais de quarenta anos que a máquina iria passar por um reparo.

Um filme do YouTube nos conta a história das lâmpadas e como foi se organizando uma máfia em torno de programar sua falência, a fim de ter mais vendas. Podemos constatar, somos incentivados a gastar, gastar e depois gastar um pouco mais. Substituímos tudo, mesmo quando não precisa ser substituído. Precisamos sair dessa mentalidade predatória.

Precisamos reciclar, reutilizar e nos contentar com o que temos. Todos nós sofremos uma lavagem cerebral nessa insanidade consumista. Tudo tem sido fumaça e espelhos, jogos mentais, exibidos no cenário mundial, com o objetivo de manter todos nós em um estado de reverência ao medo e ao consumismo; mas principalmente de sonambulismo e inconsciência.

O chamado cósmico planetário é para acordarmos e nos libertarmos dos medos. Desejamos ser livres, saudáveis, felizes e viver em uma sociedade harmoniosa e pacífica, onde os sonhos de um mundo muito melhor possam se tornar realidade. Para isto precisamos despertar e viver conscientemente cada pensamento, cada emoção, cada ação da nossa vida, abrindo nosso coração à escuta e à visão da mãe natureza.

Nossas mentes estão sendo condicionadas constantemente a ver apenas o que nos diferencia e não tudo o que nos unifica. Acredite, somos extremamente semelhantes em todos os aspectos, pois não poderia ser diferente, somos filhos da mesma mãe. A mãe terra.

Desde tempos imemoriais nossos problemas continuam os mesmos e estamos sendo chamados a uma mudança de nível. Podemos ter origens ou culturas diferentes, mas todos temos os mesmos valores básicos na vida. Todos nós queremos ser livres, saudáveis, viver em uma sociedade pacífica e feliz e principalmente ter acesso às necessidades básicas de sobrevivência. Isso em qualquer lugar do planeta e sob qualquer circunstância. Basicamente, tudo o que realmente queremos é ser felizes saudáveis e estar em paz e harmonia.

E, para finalizar, uma frase de uma grande liderança mundial: “Los que comen bien, duermen bien y tienen buenas casas, posiblemente piensen que el Gobierno gasta demasiado en políticas sociales. Todo es según como se mire”. Mujica

#transitiongranjaviana  
#transitiontowns
#transition
#cidadesemtransicao
#transicaobrasil
#TGV
#transitiontownsgranjaviana
#transitiontownsbrasil
#granjaviana

Categorias:blog

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.